Publicado por: astromundoacs | maio 31, 2013

MAIO: A CRIANÇA E O ALFABETO DOS CARANGUEJOS

A CRIANÇA E O ALFABETO DOS CARANGUEJOS

                                                                                                                                                                                                            Antônio Carlos Scavone

As crianças nascidas sob o signo da Lua manifestam seu comportamento de ma­neira mais consistente que a maioria e, só podemos fazê-las felizes se respei­tarmos mais suas carac­terísticas. O período da infância fi­cará gravado com grande nitidez nas suas memórias. São capazes de se lembrar de detalhes que ninguém se lembraria. É como se ti­vessem um velho baú onde guardassem as lembran­ças, da mesma maneira que as roupas e os objetos mais antigos, de preferên­cia num velho sotão.  Por isto respeite as preferên­cias que demonstram pelo conhecido, por exemplo, o brinquedo velho pelo novo, o filme que já viu pelo que não viu. E quando distribuírem os seus “tesouros”, você pode se sentir muito honrado, se receber algum deles. O va­lor sentimental é sempre inestimável.

O sentimento e uma sen­sibilidade intuitiva é que dão o tom nas atitudes des­tas crianças. Imediata­mente compreendem a dor dos pais, irmãos ou qual­quer pessoa que estiver ao seu redor. Quando se sen­tem amadas e seguras, res­pondem com meiguice, ca­so contrário, se tornam agressivas. A casa, a mãe, a família, o lar, enfim é o que faz se sentirem seguras e fortes. Sua vulnerabilidade é mui­to real, porém a escondem sob um escudo prateado de pro­teção e nunca se expõem até terem certeza de como serão tratadas.

O signo de Câncer, per­tencente ao reino das águas, é um dos mais com­plexos e se refugia num mundo imperscrutável. Por isso, todos aqueles que convivem com os caranguejos, precisam desenvolver o tato e a habili­dade, para não ferir a suscetibilidade desse signo. Claro que eles não se mostram assim e o acesso a seu universo só é permitido àqueles em quem eles realmente confiam.

O alfabeto dos caranguejos nos diz bastante de sua linguagem e de sua relação com o mundo e a vida:

Alimento: Se pudesse te­ria sempre a despensa abarrotada, mesmo em tempos de paz.

Arca: Com apego guar­daria as chaves numa bela e pequena arca herdada da avó.

Banho: Sua preferência é por um banho de Lua, mas se não puder pode ser de sais, na banheira, um da cachoeira é tudo do que precisam para se refazer.

Casa: Seja cabana ou choupana, é o seu reino, desde que haja cozinha, onde então, é soberano.

Doméstico: Seu adjetivo favorito.

Estufa: Lembra o calorzinho seguro do afeto materno.

Família: É a eterna fon­te de sua fértil inspiração. Sem ela, perde a base e o rumo de sua existência.

Guardião: Está sempre guardando alguma coisa ou alguém.

Hospedaria: Até poderia ter uma, pois é o hospedei­ro nato e adora ser hospitaleiro.

Impressionabilidade: Assusta-se até com a som­bra. Acredita em todas es­tas histórias terríveis de assombração e de terror. Se ou assistir cenas de filme deste tipo, é capaz de pas­sar noites sem dormir, até que volte a se sentir seguro.

Jardim: “Quem casa-quer-casa, quem quer ca­sa, quer criança, quem quer criança, quer jar­dim.. .” Esta canção pode­ria ser o hino dos caran­guejos, que cultivam suas casas e jardins com muito amor.

Lua: Esse astro miste­rioso, de luz fria, que cres­ce e desaparece no céu, re­gendo com seu movimento os ciclos da terra é nada mais, nada menos que o regente deste signo.

Mãe: Certamente seu arquétipo mais importan­te, e todo caranguejo, no fundo, gostaria de ser a Mãe Universal.

Nutrição: Com todo esse desejo de ser a grande mãe, é claro que a nutrição é fundamental para eles. Desde a comida até os ali­mentos do espírito, estão sempre às voltas com nu­trir a si mesmo e a todos ao seu redor.

Orientação: Quando es­tão em sintonia com seu próprio elemento, ninguém melhor do que eles é capaz de sentir o que o outro sente e vive e, assim, compreender e orientar.

Pátria: Todo carangue­jo preza sua Pátria com or­gulho e mesmo que se afas­tem por longos períodos, seu desejo mais profundo será, sempre, o de retornar à sua terra natal.

Quente: É o seu contato com o mundo, e o afeto que nutre por todos. É o calor da toca que o protege das vicissitudes do mundo (que pode parecer tão hostil a estas criaturas).

Refúgio: Sendo tão sen­síveis. precisam de uma “toca segura”, onde pos­sam se esconder, se reci­clar, refazer as forças e re­tornar para enfrentar no­vamente o mundo.

Segurança: Palavra- chave para os cancerianos. Sua motivação básica é a busca de segurança. Daí que precisa tanto da casa, da família, da mãe.

Tribo: Faz parte de sua segurança, saber que pertence a um tempo, uma tri­bo e na sua linguagem isto significa “gente amiga” com quem sempre posso contar.

Vida: É onde ele gosta de morar. No sentido roma­no da palavra: casa grande – que abriga a todos – gran­de como coração de mãe.

Úmido: É o seu universo, sua toca; pertencendo ao elemento água, é na umida­de que eles se movimen­tam.

Humor: Trocam de humor, como a Lua troca de signos e de fases. Ela é que rege estes seres frágeis e assustados na aparência, mas de grande coragem e astúcia para defenderem os seus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: