Publicado por: astromundoacs | outubro 13, 2013

JOHN LENNON, O GRITO DE LIBRA

JOHN LENNON, O GRITO DE LIBRA

Image

Antonio Carlos Scavone

Poucas foram as celebridades de nosso século, que vive­ram com tanta intensida­de, o significado profundo do seu signo Libra e do signo oposto complementar, Áries, como John Lennon.

Esses signos trazem em si a dialética do eu e do tu. A necessidade de equilibrar os direitos e deveres do eu, com aqueles referentes ao tu. Em sínte­se, o desafio do homem pe­rante o outro e os outros. Ou seja, a humanidade.

Toda a vida de Lennon é um exemplo vivo dessa contradição. Ele desenvol­veu suas qualidades de ação e decisão, tipicas do signo de Áries e encontrou a harmonia que buscava através de sua Libra. Para ele, isso foi vivido com a plenitude da consciência porque esse eixo Áries-Libra era o seu eixo do As­cendente – Descendente e sua identificação com es­ses signos é obvia. Libra, seu signo solar, nos diz bem do cantor, o composi­tor, o marido feminista, o pacifista; Áries, seu signo ascendente, mostra-nos o líder, o rebelde, o indepen­dente, o roqueiro, o guer­reiro Lennon.

Ambos também falam das suas qualidades e de­feitos que se tomaram mais claras para seus mi­lhares de fãs, depois da se­paração dos Beatles. Na realidade, mostrou-nos en­tão que não era somente um ex-beatle, o que foi glo­riosamente, mas era, sobre­tudo, John Lennon. No decorrer de sua vida bem o demonstrou, em várias das suas atitudes, entre elas, nos seus casamentos. Librianamente casou com Cynthia porque estava grá­vida, embora nunca tivesse muito o que falar com ela que “ficava quieta o tempo todo e não atrapalhava na­da”.

Arianamente juntou-se a Yoko contra os Bea­tles, contra os fãs, contra o mundo. A força de Libra despertava nele o desejo de harmonizar com o outro; a de Áries fazia-o um contestador, sempre pronto a dar o troco e a resposta rápi­da, quando desafiado. E fi­cou com Yoko até o fim, buscando nessa relação o equilíbrio do primeiro eixo, Áries-Libra, com marchas e contra­marchas, uniões e sepa­rações, conflito e paz. No fim, veio a harmonia. Yoko estava plenamente integrada na sua vida. Sua mulher, mãe de seu filho, e sua companheira de arte, tra­balho e lutas.

Hoje, ninguém dúvida que John Lennon foi o gran­de líder dos Beatles. Soube, de fato e de direito, comandá-los, embora isso nunca tenha sido fácil, prin­cipalmente para Paul. E claro que os outros Beatles também não admitiam pu­blicamente essa liderança. Mas, principalmente, devi­do a força e a facilidade com que nele se expressava o primeiro eixo do Zodíaco, foi ca­paz de polarizar ao seu re­dor as grandes linhas mestras do quarteto, o maior fenômeno de comu­nicação de massas dos anos sessenta.

A força desse eixo dividia-se com a presença do Touro-Escorpiao (o segundo eixo) totalmente colocados dentro da pri­meira e sétima áreas do mapa. De fato, John Len­non, era um libriano típico. Um grande acúmulo de planetas no signo de Libra, com tudo voltado, inclusive o regente do mapa (Marte) e do signo (Vénus), para a área do serviço. Dai sua ar­te sempre misturou a bele­za e a eficiência, tornando-se um poderoso instrumen­to de conscientização das pessoas, com o apoio direto do inconsciente. Por isso Lennon não limitou suas ações, por isso descobriu nos pequenos gestos, gran­de força e com suas atitu­des mais ingênuas tocava fundo nas pessoas. Como nenhum outro artista, pro­vocou mudanças no com­portamento planetário. Foi um moderno na plenitude da palavra. Universalidade e popularidade andaram sempre juntas com ele. Participou de todas as transformações e a todas abordou nas suas canções: Em “Imagine” posicionou- se contra violência; em “Getting Better” defendeu o feminismo; em “God“ anuncia o fim do sonho dos anos sessenta. Sua capaci­dade de transformar as pessoas e o estabelecido vi­nha da sua forte conexão com o signo do inconscien­te. Sua capacidade alquímica demonstrava-se no modo de elaborar sua arte. A experimentação foi uma característica marcante nela. E aí o pioneirismo ariano revelou-se com mui­ta grandeza. John estava sempre na frente. Beatle, imprimiu no conjunto a marca da renovação. O fru­to desse trabalho abriu no­vos campos na música pop, integrando-se com o que havia de mais avançado na música clássica. Com o planeta da consciência cós­mica trabalhando no segundo eixo(Touro-Escorpião) foi capaz de iluminar e descobrir o no­vo, dentro dos “tesouros” mais antigos. Veja-se a in­fluência do folclore, da valsa e do jazz na obra dos Bea­tles e na sua. Toda essa ori­ginalidade canalizava de maneira venusiana e rea­lista, mas profundamente escorpiônica, nas suas composições. Por isso, sua arte tornou-se um veio para to­dos aqueles que buscam no­vos horizontes, dentro da música popular. E seu magnetismo ajudou até a tornar mais flexível a bar­reira antes rígida do popu­lar com o clássico.

A poesia de John Lennon não poderia deixar de ser poderosamente bela e de buscar a expressão da jus­tiça. Isso porque o núcleo de sua individualidade expressava-se também com a força de Palas, o símbolo da sabedoria. A consciência clara da neces­sidade de equilibrar os seus direitos e deveres com os dos outros, tomava-se mais aguda ainda. Grande era a sua percepção do outro e mais prudente do que pare­cia, sua inteligência. Era um verdadeiro cruzado pe­las grandes causas huma­nitárias. De voz e guitarra, como armas, mexeu e transformou as pessoas de uma maneira admirável. O que o ajudou bastante no relacionamento de traba­lho com os outros e com Yo­ko e teve um papel impor­tante na sua liderança.

A ligação existente entre o canal de comunicação e o inconsciente na área do re­lacionamento, tão fluida em John permitiu que se expressasse a profundidade de sentimentos subjacentes no seu amor por Yoko. Nem mesmo o resultado de suas terapias deixou de ser expresso. Ceres, o símbolo da colheita, ai conectada, conferia uma obstinação nos seus objetivos, nas suas relações e um lado utilitá­rio e de dever na sua ex­pressão artística.

O próprio palavrão foi incorporado na sua arte de uma forma libriana. E os conteúdos do inconsciente subiam à superfície, belos na sua poesia, porém duros na sua realidade. Essa capacidade de es­cancarar sua vida afetiva e familiar e mostrar para o mundo a sua verdade e feli­cidade era aumentada por sua lua duplamente aquariana e pela força do signo de Leão no seu Mapa, o que o levava também a exage­ros. Por isso a coragem de mostrar seus problemas mais profundos, como em “Mother” ou de partilhar sua poesia com movimen­tos políticos como em “So­me in New York City” ou sua alegria doméstica:“Double Fantasy”. Co­operar com Yoko, dividir com ela seu espaço nos discos, cada vez mais tornava-se sua rotina artís­tica.

Era a gangorra equilibrando-se na sua relação amorosa e com a vida. No seu nascimento, expansão e disciplina, conjugavam-se em Touro e com elas se identificava. Sabia que cresceria e atin­giria o melhor dos seus po­tenciais, mas para isso era preciso aceitar seus limi­tes, trabalhar duro e auto-disciplinar-se. Foi o que fez, chocando o mundo ao  recolher-se ao lar, por cinco anos, para cuidar do filho e fazer pão.

Na realidade, solidificava sua plataforma para alçar voos mais altos. Mas nunca poderíamos pensar que fosse para a eternidade. E assim eternizou-se no coração e na alma daqueles que compreenderam a universalidade de sua mensagem.

Anúncios

Responses

  1. Como bom libriano me identifico e agradeço pelo magnífico texto.

    • Lennon representa um tipo de libriano alto astral que a gente chama palasiano. Pallas simboliza a guerreira dos ideais (diferente de Marte, um guerreiro que luta só pelo prazer de lutar em si). Daí a sua luta pela paz, pelas mulheres, os negros, a ecologia, a justiça.Até mesmo pela liberdade individual de ter a coragem de ser si mesmo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: