Publicado por: astromundoacs | maio 21, 2013

MERCÚRIO E OS TIPOS GEMINIANOS

MERCÚRIO E OS TIPOS GEMINIANOS

                                                                                                                          560556_607558932630057_1346309405_n

                                                                             Antônio Carlos Scavone

O regente Mercúrio é, na mitologia, o mensageiro dos deuses, cuja função é revelar a mente da Divin­dade para o homem. Sua missão é a expressão e suas principais carac­terísticas são a versatilida­de e adaptabilidade. Sua influência mostra agilida­de intelectual e destreza corporal. As histórias mito­lógicas conectadas com ele estão cheias de passagens da sua habilidade de adap­tar meios para um deter­minado fim; e da sua engenhosidade em adequar os recursos de outras pessoas aos seus próprios interes­ses.

A divindade se mani­festando no plano físico de­ve expressar o “self” em termos deste plano, limita­do e cercado pelas condi­ções físicas; deve construir uma personalidade, um corpo eficiente, por meio do qual a expressão é possível.

Mercúrio, o regente de Gêmeos, representa, en­tão, o movimento, a agili­dade mental, a rápida aprendizagem, a facilidade na comunicação, por isso, os geminianos e as pessoas que tiverem no seu Mapa Astral esse planeta enfati­zado, possuem todas essas características.

TIPO EVOLUÍDO. A principal característi­ca deste tipo é uma certa exuberância ou excesso de energia intelectual que de­ve encontrar um canal de expressão. Quando o en­contra expressa-se de infi­nitas formas. Esta urgên­cia pela diversidade e a im­paciência com a repetição (e com a mesmice) leva os geminianos muito desen­volvidos a brilhantes resul­tados na ciência experi­mental, na Literatura e nas Artes ( Dante Alighie­ri, por exemplo). Eles sentem alegria, quando conseguem expressar algu­ma parte essencial de si mesmos. Possuem o char­me típico daqueles cuja verdadeira função é fazer a vida mais interessante e mais fácil para eles mes­mos e para os outros; para estimular, refrescar e revi­ver seus companheiros pe­la força da exortação e do exemplo, induzindo aque­les cujos espíritos estão planando e que estão pro­pensos a cair na apatia, para se erguerem num esforço renovado.

Um agudo desejo de satisfação intelectual é a força diretora desse signo e, quando o senso religioso desperta, muito sofrimento jaz nas almas avançadas desse signo — porque eles precisam entender e racio­nalizar a fé que está neles e, se o meio não for propício e o ensinamento oferecido a eles não for compatível, muitas dúvi­das e dificuldades surgirão e deverão ser vencidas por uma difícil batalha, antes que a paz seja atingida.  Seu grande desejo de uma expressão perfeita e de in­fluenciar aqueles que estão â sua volta, torna im­possível, para eles, nestas condições, sofrerem em si­lêncio e sozinhos.  Amigos e parentes serão forçados e enfrentar junto com eles os mesmos problemas, mui­tas vezes com espanto, e perplexidade. E, se for im­possível para eles entende­rem e simpatizarem com a sua crise pessoal, o sofri­mento intelectual do geminiano aumenta a ponto de se tornar um martírio. A reação deste período de an­gústia, muitas vezes, to­ma a forma de uma alegre excitação, que busca uma saída e, geralmente, a en­contra fazendo despertar nos outros o entusiasmo das respostas. Qualquer ti­po de apreciação simpática é bem vinda neste período, mas a aprovação intelec­tual é particularmente apreciada.

A capacidade geminia­na de fazer rápidas e brus­cas mudanças (de hábito ou humor) é especialmente notável na infância e ado­lescência, o que não raro toma-se uma fonte de perplexidade e preocu­pação, para os pais e orien­tadores.

Os geminianos do tipo evoluído deveriam ser dei­xados livres para seguirem seu aparentemente erráti­co curso e, sobretudo, nun­ca se ligarem a rotina de qualquer tipo. Deveriam escolher uma profissão que permita uma variedade de ocupação ou se possível, ter algum hobby, que possa se tornar uma espécie de segunda profissão. Estas pessoas geralmente gos­tam do trabalho que esco­lheram fazer e se colocam de corpo e alma nele. No casamento, procuram a simpatia intelectual e o companheirismo, ignoran­do diferenças de idade e condição, se puderam en­contrar resposta, aprecia­ção e suporte para ajudá-los a perfazer seus muitos caminhos.

TIPO PRIMITIVO. Neste estágio, as quali­dades negativas do regente Mercúrio estão muito em evidência em todos os pla­nos. Ele tomará dos outros, não somente o que lhe é de­vido, mas tudo e qualquer coisa que puder. Ele escre­ve “eu” com todas as le­tras e nada que não esteja intimamente ligado com a sua própria felicidade, bem-estar e conforto, não tem nenhuma importância. A doença, o sofrimento e as perdas são tragédias, quando o atingem e ele irá proclamá-las, reiterá-las e aumentá-las até que toda a vizinhança esteja convencida da sua existência e magnitude. O mesmo não acontece, porém, quando a desgraça atinge os outros. Nesses momentos ele é capaz de uma indiferença tamanha, que chega às raias da crueldade.

O grande desejo de ale­gria e variedade toma a forma de uma efervescente inquietação e perpétua insatisfação. Uma busca constante por entreteni­mento novidade e excitamento resulta numa ten­dência de não assumir os deveres que detesta e de deixar as tarefas mais tri­viais e comuns para os ou­tros. Um trabalho rotineiro de qualquer tipo torna-se uma aflição e, se não for entendido e apreciado inte­lectualmente, ele se senti­rá como um pássaro na gaiola. A origem disso vem da secreta convicção que nasceram para tarefas me­lhores. Há sempre um forte desejo de estar no verda­deiro centro das coisas e acontecimentos.

São maus ouvintes e, frequentemente, põem de lado as sugestões dos ou­tros, mesmo que estas se­jam práticas e sensíveis. Esses geminianos são tam­bém muito inclinados a rá­pidas e completas mudan­ças em seus pontos de vis­ta. É muito grande a falta de persistência e tenacida­de e também de memória e imaginação. Daí ser difícil para eles darem-se conta do valor das velhas asso­ciações e se colocarem no lugar dos outros e ainda ex­pressarem débitos de gra­tidão. A superficialidade e a ambivalência, são carac­terísticas fortes. Há uma tendência a perder a pers­pectiva, pois estão muito presos a realidade imediata

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: