Publicado por: astromundoacs | abril 6, 2013

MARÇO: ESSAS MULHERES ARIANAS…

MARÇO: ESSAS MULHERES ARIANAS…

1375730_611908455528438_508746512_n

                                                                                                                                                                                    Antônio Carlos Scavone

A mulher do signo de Áries, não raro, assusta os homens. Sua necessidade de independência é imensa. Gosta de fazer seu próprio caminho, de caminhar com suas próprias pernas, de abrir suas próprias portas. Aquele velho conceito de mulher dependente e submissa não funciona com ela.

Não precisa da ajuda masculina. Pre­fere, até porque é mais rápido, fazer por si mes­ma o que deve ser feito. E tem a certeza de fazer melhor. Não espera que o homem a socorra ou se decida. Desde o simples ato de puxar uma ca­deira até o de dar o primeiro passo para o amor, ela quer sempre tomar a iniciativa ou assumir o comando. Gosta da conquista e não en­tende quando o homem lhe resiste ao encanto. Então, é preciso provar isso com todas as letras. Sua paixão pode ser intensa, mas é capaz de aparentar indiferença ao homem amado. Afinal, não quer perder nenhuma batalha. É regida por Áries, e marciana sendo, quer dominar o ser ama­do. Só que por trás de sua máscara de dureza, existe uma criatura romântica e idealista, muito mais sonhadora do que poderíamos imaginar, que – no fundo – está procurando seu “príncipe encantado”, tanto quanto o homem ariano pro­cura sua donzela.

A busca desse ideal ou herói é, na maioria dos casos, decepcionante e leva no seu bojo uma ansiedade. Mas sua idéia é fixa e ela insiste, pa­gando, âs vezes, com o preço da solidão, o fato de nunca encontrá-lo. Mas sua chama é forte, custa a apagar-se. Quando menos se espera, reacende-se e já é um incêndio. Encontrado o amor, mostra mais uma vez seu romantismo. Cria a seu respeito uma imagem ideal e a defen­de com grande garra. Custa a reconhecer os de­feitos dele e detesta que o critiquem, mesmo com razão. Ela se orgulha dele. E sua paixão é cega e ciumenta. É surpreendente a forma como explode o seu ciúme. Um simples comentário sobre a beleza pode gerar um vulcão. Sua retira­da do primeiro lugar na vida do amado deixa-a in­comodada e ferida. A secretária do marido pode ser o pivô ou qualquer olhar inocente para suas amigas. E uma ariana ferida passa facilmente do estado de fogueira para iceberg. E a inflexibilida­de ariana pode se estender durante um longo pe­ríodo, e até a eternidade.

As mulheres arianas são altamente empreen­dedoras. Profissionalmente são capazes para qualquer tipo de trabalho (mesmo os chamados “masculinos”) desde a corretagem na Bolsa de Valores até os desfiles de moda e a jardinagem e, se for realmente uma carreira ou profissão, di­ficilmente abandonará o trabalho por qualquer outro motivo. É mais fácil que ela desista de um casamento que a esteja afastando de sua carrei­ra do que deixar o trabalho por um amor. Pode até cogitar esta possibilidade, se estiver muito apaixonada, mas passado o encanto, ela precisa­rá retomar sua vida ativa profissional, pois, se não o fizer, criará montes de frustrações e mon­tanhas de problemas. A energia do Áries se refaz na ação, por isso qualquer tempo ocioso que te­nham acham logo um jeito de preencher para não se cansar.

É essa energia e resistência do Marte que ga­rantem sua boa saúde física e mental. Ama o pe­rigo e a velocidade, despreza a dor. O repouso cansa-lhe. Costuma viver num ritmo que poucas pessoas aguentam e aí está seu principal pro­blema, porque fica exposta ao “stress” que po­de levá-la a estados depressivos avassaladores. Como não costuma parar para “recarregar suas baterias” pode sofrer dores de cabeça (resultan­tes do stress e porque Áries rege a cabeça), ne­vralgias faciais, sinusites e febres altas. Porém, se buscar meios de manter em equilíbrio sua energia, praticando esportes velozes (corrida, atletismo, tênis, etc), evitando o fumo e o café (e os excitantes em geral), poucas pessoas terão sua disposição, energia e vitalidade.

Um exemplo bem ilustrativo do protótipo da mulher ariana é Scarlett O’Hara (principal per­sonagem feminina do filme “E o vento levou”). Como Scarlett, a mulher de Áries  adapta-se rapida­mente a qualquer situação sem se lamentar. Sua característica principal é a ousadia, que ela usa para enfrentar um exército em marcha, para desafiar as convenções ou mesmo para matar um inimigo que ameace sua família. Na passa­gem em que se vê sozinha, na miséria é sem amigos, Scarlett – arianamente – ergue os pu­nhos fechados contra o céu e grita: – “Vou sobre­viver e jamais tornarei a passar fome, nem que precise mentir, roubar ou trapacear. Deus é tes­temunha de que jamais eu ou minha família vol­taremos a passar fome”. E assim o fez, sem es­perar que um homem viesse em seu socorro, ela assumiu o comando e venceu a dificuldade. Mais adiante na história, com a filha morta e o homem que amava saindo de sua vida, esta típi­ca mulher ariana ainda consegue dizer: “Arranja­rei um jeito de fazê-lo voltar. Jamais houve um homem que me resistisse quando resolvo dominá-lo… Afinal de contas, amanhã é um ou­tro dia”. Portanto, podemos não concordar com elas, mas estas bravas mu­lheres, sempre defenderão com ardor aquilo que realmente acreditam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: