Publicado por: astromundoacs | agosto 23, 2012

O PROCESSO DE LUNARIZAÇÃO OU LUNARIZAÇÃO

O PROCESSO DE LUNARIZAÇÃO OU LUNARIZAÇÃO

 

Antônio Carlos Scavone

 

O Processo de Lunarização ou Lunarização ocorre toda vez que entramos em contato mais íntimo com o nosso ser interno. Isso pode se dar, graças à pressão de alguma circunstância externa, ou por livre e espontânea vontade ou ainda pela indução de alguma técnica, como o relaxamento ou a meditação.

Para as pessoas em geral, que não possuem o costume dessa interiorização, que nunca se submeteram a nenhum tipo de terapia, ou que não fazem uso de técnicas que levem ao seu mundo interior e não são sensíveis e receptivas ao mesmo, esse processo tende a ocorrer um tanto à força, às vezes até com violência. Por exemplo, na morte de uma pessoa querida, numa hospitalização da própria pessoa, ou de outra mais próxima, na descoberta de alguma doença grave, em si, ou em outrem mais próximo. Num acidente, ou em algum fato que obrigue a pessoa a parar e a entrar para dentro, induzida pelo choque.

Para as pessoas mais simples e primitivas, que vivem numa estreita sintonia com a natureza, o processo de lunarização ocorre com a maior naturalidade possível. É o caso das pessoas que vivem em comunidades mais isoladas da civilização, ou que estão preservadas culturalmente em suas raízes mais profundas, como índios, algumas comunidades de pescadores ou sertanejos. Ou toda pessoa que viva num lugar onde a força da natureza predomine. Em geral, tal processo é mais fácil de fluir na criança, principalmente quando muito nova. Pois a criança é regida pela Lua em seus três primeiros anos.

Para as pessoas que já exercitam essa busca do seu centro interior, a lunarização ocorre com maior facilidade e naturalidade. Elas adentram ao seu mundo interno e vão aos poucos encarando a sua sombra, se conscientizando a respeito dela, e aprendendo a aceitar seus aspectos, mesmos os mais polêmicos, ou descobrindo aí, muitas das raízes daquilo que lhes afligem.

O importante a ser entendido é que esse processo pode ocorrer instantaneamente, independente de qualquer preparação ou ritual. E também que ele pode ocorrer alternado com a solarização, sem excluí-la. Com o treino, entraremos e sairemos dele várias vezes, de uma forma quase imperceptível. Mas comumente vamos alterná-lo com o processo de solarização. É a única forma de desenvolver nossos potenciais.

Na lunarização, nossa postura é de paciente. Por isso, estaremos mais receptivos e capazes de receber aquilo que vem de nosso mundo interior. Na solarização, ao contrário, nossa postura é de agente.

Na verdade, a Lunarização seria o início de um diálogo mais apurado com a alma e o Universo. Apenas o início. Ela supõe sempre a fé. No sentido de que, em todas as nossas ações, devemos fazer a nossa parte e deixar o Universo fazer a parte dele. Ela instaura a nossa parceria com o Cosmos. Por isso, a partir da Lunarização, nos tornamos mais confiantes e mais sólidos, quanto a nossa força interior. A partir daí poderemos descer, com tranqüilidade, às camadas mais profundas do nosso inconsciente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: