Publicado por: astromundoacs | abril 28, 2012

O MAPA COMO PROJETO DE ALMA (MAPROALMA)

O MAPA COMO PROJETO DE ALMA (MAPROALMA)             

É constituído de dez (10) conjuntos de Mapas Astrológicos, que conduzem a um mergulho no inconsciente e ao mapeamento da área psíquica da sombra, através das camadas da alma.

Utilizando uma sequência de mapas-mandalas, é iniciada uma “descida aos ínferos”, que vai reconstituindo as energias psíquicas que impregnaram a alma, em sua caminhada até agora, e se constituíram em modelos psíquicos de forte influência sobre ela, que ainda se refletem em nossa vida atual.

Essa descida às camadas mais profundas da alma, é feita, passo a passo, como uma regressão a energias e não a fatos ou acontecimentos de vidas anteriores. Assim, torna-se possível um redirecionamento construtivo do conjunto das energias psíquicas, ainda predominantes, chamado de egrégoras. Dessa forma, são evitados traumas, muito comuns, quando lembranças de fatos isolados, vêm à tona, em nossa memória psíquica individual ou coletiva.

Cada etapa ilumina com a luz da consciência, a bagagem que nelas se acumulou (egrégoras) e que precisam ser transformadas em dharma.

O Maproalma se divide em três fases, chamadas de círculos, cada uma avançando no grau de aprofundamento, e cada uma dividida em três conjuntos de mapas:

O CÍRCULO SOLAR: a astrologia do sol; Ocidente; mostra como e onde se expressa, através do ego, a dimensão mais concreta da alma e do Karma; e em que áreas de nossa vida devemos concentrar nossos esforços para resgatá-lo e cumprir o Dharma.

O CÍRCULO LUNAR: a astrologia da lua; Oriente; mostra o chão psíquico que embasa nossas atitudes cotidianas (a alma periférica) e o quanto ele nos induz a repetição de velhos modelos; desvela as quatro memórias kármicas e sua atuação e a sombra de cada energia astrológica de nosso mapa.

O CÍRCULO PLUTÔNICO: a astrologia alquímica; mostra como os eixos astrológicos kármicos, e as energias planetárias funcionam dentro da dinâmica dos processos alquímicos, e a forma como nosso inconsciente mais profundo (a alma nuclear) foi absorvendo e sedimentando determinadas energias, ao longo das encarnações; desvela a força da alma nuclear e as dimensões que se abrem para ela, através dos planetas transplutonianos.

O fecho do Maproalma é feito pelo MAPA DOS GRAUS, uma leitura totalmente anímica do Mapa Astral, completando os dez mapas.

O Maproalma pode ser complementado por três sínteses, cada uma apresentando o mapa chave de cada um dos círculos, trazido para o atual momento:

A SÍNTESE SOLAR; A SÍNTESE LUNAR e A SÍNTESE PLUTÔNICA

Essas sínteses são opcionais, mas são também uma forma de trazer cada um desses Círculos para o momento presente da pessoa. No entanto, elas se fazem necessárias quando há um distanciamento muito longo entre a leitura dos Mapas anteriores.

Concluído o Maproalma, a pessoa pode atualizá-lo, e acompanhar a sua dinâmica, através do TR-MAPRO (Trânsito do Mapa Como Projeto de Alma) que pode ser feito anualmente apenas por quem o concluiu. E é um Trânsito que trabalha com as três camadas simultaneamente.

O Maproalma é analisado a partir de uma visão taoísta, como uma mandala que integra a esfera solar com a esfera lunar (os dois hemisférios do cérebro, o esquerdo e o direito) e com o terceiro olho. A mandala do Mapa Astral é lida como um Projeto da Alma, escolhido para superar e transformar o pralabd karma.

A gravação e a audição constante dos mapas é parte importante do processo, para vencer as resistências do ego, que criam sempre boicotes, além dos normalmente previsíveis. A linguagem através da qual o Maproalma é repassado, é simples, e não requer nenhum conhecimento astrológico. Ela vem sendo aperfeiçoada e simplificada há 26 anos, sem perder em profundidade.

Exceto o primeiro Mapa (o MA-EK) que pode ser lido presencialmente, os demais mapas atualmente não são lidos na presença da pessoa. A leitura é feita mais diretamente para a alma. Exige um grau muito alto de concentração e canalização. E uma síntese sincrônica de todos os mapas auxiliares envolvidosem cada Mapados Círculos.

O Maproalma é supervisionado astralmente pela Fraternidade Branca, através da Grande Pirâmide. E segue uma linhagem astrológica do antigo Egito, expressada, mais recentemente, pela missão de Edgar Cayce. Sem essa supervisão seria impossível desenvolver o trabalho, devido a densidade psíquica com a qual ele lida, apesar da elaboração pessoal do mesmo.

A primeira consulta da série é o Mapa dos eixos Kármicos (MA-EK), que dá uma visão geral sobre a questão kármica da pessoa, na encarnação atual.

Nos mapas seguintes, essa questão é desdobrada e a sombra mapeada, de forma que essas energias possam ser vivenciadas, no aqui e no agora, com uma consciência cada vez mais crescente.

ANTÔNIO CARLOS SCAVONE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: